quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Empresário acusado de matar fisiculturista paulista em Natal vai a júri popular

Começa a partir das 8h desta quinta (14), no Plenário do Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, em Natal, o julgamento do empresário Alexandre Furtado Paes. Ele é acusado de matar, por meio de estrangulamento, a própria mulher, a fisiculturista paulista Fabiana Caggiano, de 36 anos. O crime aconteceu em dezembro de 2012 dentro do Hotel Arituba, em Natal, onde ele, a atleta e a família dela passavam férias.

Dono de uma academia de musculação na cidade de Osasco, em São Paulo, Alexandre passou mais de 2 anos sendo procurado pela polícia. Ele foi encontrado e preso no dia 30 de novembro de 2015 em Ibiúna, na Grande São Paulo. Depois, foi trazido à capital potiguar. Atualmente, está detido no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, na região metropolitana de Natal.


O caso

Segundo a versão de Alexandre Paes, na manhã de 27 de dezembro de 2012, a mulher estava tomando banho quando ela teria sofrido uma queda repentina. O Samu foi acionado e já encontrou a paulista desacordada. No dia 2 de janeiro de 2013, no entanto, a fisiculturista morreu na UTI de um hospital particular. Familiares disseram que ela, enquanto esteve internada, permaneceu o tempo todo em coma induzido.

Com informações do G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário